A Foz iniciou neste mês suas atividades em Goiás. No Estado, a empresa é subdelegatária da Saneago para a operação e manutenção dos serviços de esgotamento sanitário das cidades de Aparecida de Goiânia, Jataí, Rio Verde e Trindade. O contrato de subdelegação estabelece investimentos de aproximadamente R$ 1 bilhão para a universalização do sistema destes municípios, tendo por meta coletar no mínimo 90% dos efluentes e tratá-los integralmente. Ao todo, serão construídos 2,7 mil quilômetros de coletores, 100 quilômetros de interceptores, seis novas estações elevatórias (EEE) e três novas estações de tratamento de esgoto (ETE). Além disso, a Foz investirá na ampliação de onze estruturas já existentes nos municípios: sete estações elevatórias e quatro estações de tratamento de esgoto. Ao final do contrato, a Foz em Goiás beneficiará aproximadamente 1,2 milhão de pessoas.

Aparecida de Goiânia
A cidade de Aparecida de Goiânia fica localizada na região metropolitana de Goiânia. Com uma população aproximada de 500 mil habitantes, apenas 20% das residências localizadas na área urbana estão conectadas ao sistema de coleta de esgoto do município, que conta com 517 quilômetros de extensão. Isso representa apenas 29% dos imóveis que são contemplados pelo sistema de fornecimento de água.

Para o município está previsto o investimento de cerca de R$ 600 milhões, que será destinado à construção de 1.950 quilômetros de coletores, 40 quilômetros de interceptores, três novas estações elevatórias e a ampliação de uma já existente, além da ampliação da ETE Lages, construção de uma nova estação de tratamento (ETE Santo Antônio) e desativação da ETE Cruzeiro.

Jataí
Conhecida como a capital de grãos de Goiás, a cidade de Jataí fica localizada na região sudoeste do Estado. Com cerca 105 mil habitantes, apenas 58% das residências localizadas na região urbana estão conectadas ao sistema de coleta de esgoto do município, que conta com 180 quilômetros de extensão. Com o investimento de aproximadamente R$ 70 milhões, a Foz contribuirá com a implementação de 150 quilômetros de coletores, 15 quilômetros de interceptores, ampliação de uma estação elevatória e da ETE Rio Claro.

Rio Verde
Quarta maior cidade de Goiás, Rio Verde tem uma população estimada de 197 mil habitantes. Com um sistema de esgoto com 277 quilômetros de extensão, o serviço de esgotamento sanitário atende apenas 46% das residências da área urbana. A Foz implantará 350 quilômetros de coletores e 20 quilômetros de interceptores, e construirá uma nova estação elevatória e uma nova estação de tratamento de esgoto (ETE Lajes), além de ampliar uma estação elevatória e a ETE Sapo, já existentes. Serão investidos cerca de R$ 150 milhões no município.

Trindade
Trindade será contemplada com a construção de 300 quilômetros de coletores, 25 quilômetros de interceptores, duas novas estações elevatórias, além da ampliação de quatro estações elevatórias e da ETE Barro Preto. O município ganhará um novo sistema de esgotamento sanitário, chamado Arrozal, que contará com uma nova estação de tratamento (ETE Arrozal). Com investimento de cerca de R$ 120 milhões, a Foz quer ampliar o sistema atual de 218 quilômetros de extensão.